sábado, 9 de agosto de 2008

Rupturas

















Quem nunca fantasiou com uma boneca?
Esse elemento que envolve
inocência e rebeldia.
Furar os olhos, arrumá-las,
cortar os cabelos, pô-las para dormir.
Levantar as saias, ver se tem febre,
despi-las.
Com as bonecas pode-se tudo,
elas só olham e não falam nada,
escondem secretamente
os mais íntimos sentimentos,
são ótimas companhias.
A molecada abusa da imaginação,
vai a forra com tanto sentimento
rebelam-se nas brincadeiras.
é o tempo em que os dias
são preenchidos com muita diversão,
numa relação espontania com os desejos,
formando relações de vida,
misturando rupturas, dor e beleza.
Nas delícias das descobertas
onde o medo aguça a percepção.
Vivemos com prazer a intervenção:
das coisas, do meio e da quebra de valores.