sexta-feira, 10 de abril de 2015

Porque sim





Ainda bem que existe Walt Whitman, e suas folhas na relva,
suas delicadezas bucólicas, que servem para todos os poetas 
e deverasmente aos não poetas também.
Ainda bem que as folhas das gramas podem se estender sob o céu infinito
e ficar assim à me apreciar sem segredos
por entre, por embaixo e por minhas sombras, sem conflitos.
Só para eu poder me assentar com minhas iguarias afins
me deliciar sem pressa, sem culpa.
Ainda bem que Walt Whitman me isentou da culpa de ser humano.