sexta-feira, 12 de junho de 2015

Encantamento




O encanto da arte não é a estática,
como chão de terra batida: é a fluidez.
Ela nos carrega em suas águas,
mas cuidado, ela pode nos afogar,
quando dela nos apropriamos
de maneira particular.
A arte ensina-nos a flutuar, a nos desprender.
Essa é a maior de todas as recompensa,
a transmutação, o desprendimento.
Ela nos tira dos assombros e nos leva às revelações, 
nos libertando dos enganos de nós mesmos.
A arte traduz o intraduzível, 
e sopra como vento ultrapassando portas
já que não há trancas.
A arte é mais que sete vidas 
é metafísica, a plenitude do respirar.